"Melhor viver, meu bem, pois há um lugar em que o sol brilha pra você. Chorar, sorrir também e depois dançar, na chuva quando a chuva vem." Felicidade, de Marcelo Jeneci

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Chovendo no molhado...

Ou melhor, que palhaça que eu sou, repetindo a mesma ladainha de sempre, ao me desculpar pelo abandono do blog, etc, etc, etc.
Enfim, a postagem de hoje é devido ao fato de um amigo meu, fotógrafo de primeira, ter conseguido fotografar, com celular mesmo, os palhacinhos e o mágico que fiz em feltro para o aniversário do meu amado sobrinho afilhado.
O tema fui eu que escolhi: circo. Mas não um circo qualquer: um circo sem animais, porque lugar de bicho não é preso em nenhuma jaula, ainda mais quando pensamos nos animais da selva, ou seja, nos leões e elefantes.
Por isso, na festinha de 1 ano do meu pequeno, só teve palhaço, mágico e bailarina.
Para isso, fiz várias pesquisas na Internet, e um curso que eu achei muito legal foi o da Fernanda Lacerda para a Eduk. Dele aproveitei os moldes e as lições. Mas, é claro, que as minhas versões ficaram muito simplórias perto das daquela artesã, principalmente por falta de tempo, já que eu deixo muita coisa para cima da hora.
Mas, tirando essa questão, ainda assim, achei que o trabalho ficou lindo, e agregou cor e alegria à mesa da festa.
Bem, seguem as fotos.



As bandeirolas, por sua vez, foram copiadas (é isso mesmo, copiadas! Nada desse papo de "inspiração"...) da Andréia, da A Casca da Cigarra, que fez a festinha de 1 ano do filho dela também de circo.

Então é isso, pessoal! Beijos. Karina

segunda-feira, 15 de junho de 2015

O gorro de tricô mais fácil de fazer

Oi, Pessoal!
É, eu sei que é incrível a minha cara de pau de aparecer aqui neste espaço após 2 anos de sumiço, mas mesmo assim, nunca pretendo abandonar meu espaço de vez.
Estava procurando no Ravelry uma receita muito fácil de gorro de tricô, quando encontrei esta aqui, da Kathy North, que me pareceu estar correta, já que em outra oportunidade fiz um gorro de uma outra receita que ficou totalmente desproporcional (na verdade, o gorro tamanho normal ficou gigante e sambando na cabeça do meu pai, que é um homem grande e alto).
E, de fato, a receita está corretíssima, pois já fiz um gorro de tamanho médio (indicado mais para jovens e mulheres) e um tamanho grande (para homens mais altos). Depois fotografarei os gorros e mostrarei para vocês, mas o fato é que não tem nada demais, e por isso mesmo, gosto tanto desse modelo.
Fiz a tradução da receita, a encaminhei ontem para a autora, pedindo sua autorização para publicar. Para minha surpresa, ela respondeu prontamente, autorizando a publicação da tradução.
Sendo assim, segue a receita do gorro, traduzida livremente por mim.
Beijocas para todos, Karina.


terça-feira, 26 de março de 2013

Flor da Paixão

Tem é tempo que eu não tricoto. Aliás, tem bastante tempo que minhas artes se resumem a me maquiar e tentar fazer algumas amigas de boneca (com suavidade!)... he he
Mas no inverno passado eu fiz três cachecóis com o maravilhoso ponto chamado flor da paixão. Fiz também uma estola toda no fio Brilho, da Pingouin, que dei de presente para uma super amiga por ocasião de seu casamento (não foi o presente de casamento, mas sim algo feito com muito carinho para ela sempre se lembrar da nossa amizade e desse momento tão especial).
Dá uma olhada nas fotos. Não fiz feio não, não é (que fique claro que não estou falando das fotos em si - o talento para fotografar ainda está adormecido)?



Não resisti e coloquei as fotos com as minhas super amigas e modelos!

Por fim, se você quiser se aventurar, clique aqui para obter a receita do ponto, que é uma verdadeira cachaça! Aproveita e dá uma "namorada" nas peças da Denise.

Beijos. Karina


quarta-feira, 6 de junho de 2012

Corretivo

Pois é: o título da postagem nada tem que ver com a peça apresentada. Mas é que eu quis fotografar hoje a gola que fiz diversas vezes no ano passado, e, estando super gripada, não rolou nenhuma maquiagem. Junte tudo isso a uma péssima aptidão para fotografar (leia-se: paciência) e temos quase o Beto Carneiro, o Vampiro Brasileiro, em termos de olheiras.
Enfim, isso tudo só para dizer que eu não tive vontade de assustar ninguém com a foto abaixo, mas de mostrar um dos primeiros trabalhos que fiz com a agulha circular, porque é mega fácil, e porque fica bem legal, além de quentinho.
Quem quiser se habilitar, basta pegar a receita no site Lion Brand, após efetuar o cadastro que é gratuito.

A receita indica que deverão ser feitos 5 "gominhos" com ponto tricô com agulhas 5mm. Fica ótimo, mas a gola fotografada foi feita com fio Cetim e agulhas 6mm, razão pela qual só fiz 4 "gominhos", mantendo o número de pontos iniciais (112 pontos), o que acabou dando um caimento mais folgadinho e melhor para quem tem aflição de coisas no pescoço.

Obrigada pelas visitas e pelos comentários carinhosos.

Beijos, Karina.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Tentando tricotar

Eu tricoto há um bom tempo, mas estou muito longe de ser considerada uma expert. De toda forma, visando agradar uma mamãe que espera a chegada de seu segundo rebento, senti a necessidade de fazer umas pecinhas que todo mundo faz, mas que eu ainda não havia sequer tentado: sapatinhos de tricô e gorrinhos para bebê.
Então me lembrei de um dos primeiros blogs que acessei e amei: o Tentando Tricotar, da Sandra, que generosamente passa seu conhecimento adiante, e que faz lindas peças.
Lá eu busquei a receita de um sapatinho de bebê para principiantes, mas que fica muito fofo (e que me fez até gostar de trabalhar com as agulhas de 4 mm) e acabei aplicando no gorrinho que descobri no site Carole's Baby Knits o topo do gorrinho da Sandra, o primeiro que fiz usando as agulhas de duas pontas.
Bem, acho que a presenteada vai gostar, não vai?

Beijos, Karina.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Se eu fosse um bicho, seria uma preguiça!

O título que dei à postagem já diz alguma coisa sobre a minha personalidade. Até as olheiras das preguiças eu tenho! ha ha ha Isso é porque, de fato, não posto nada há muito, o que não significa dizer que não tenha feito nada desde então, mas é que a maioria são peças de tricô em carreiras de tricô. Sendo assim, nenhuma emoção ou novidade no front. Por isso é que trago agora a última encomenda que minha mãe fez: um jogo de lençol de bebê em ponto de cruz.
Particularmente, achei lindo e a pessoa que encomendou amou de verdade!
Para quem quiser, posso mandar uma cópia do gráfico, que é grande e ruim à beça de digitalizar. É só pedir!
As fotos, como sempre, são de péssima qualidade (eu nunca me lembro de tirá-las durante o dia ou tenho paciência de fazer uma produção), mas já comprovam minhas assertivas.



Beijos para todas, Karina.

Editado:

Achei a minha foto!

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Pufe

Não sei se se lembram dos meus pufes coloridos, que foram super elogiados (iupi!):

Pois bem.Pediram-me explicações sobre como fiz as capas. E, tratando-se de uma coisa fácil e que traz uma enorme gratificação para quem faz, compartilho (agora tenho um scanner!) as páginas da edição nº 7 da Revista Minha Casa (Novembro/2010 - Editora Abril), que traz o modo de fazer e um gráfico.


Espero que aproveitem! Bjs. Karina